AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Bem-estar e Saúde / Hormônios

Quer emagrecer? Diminuir o estresse pode ser a chave para a perda de peso

O estresse crônico desencadeia uma série de reações em nosso corpo, evitando a perda de peso

*Dra. Thais Mussi, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 07/12/2023, às 09h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Diminuir o estresse pode ser a chave para a perda de peso. - Derick Mackinney/Unsplash
Diminuir o estresse pode ser a chave para a perda de peso. - Derick Mackinney/Unsplash

É surpreendente como o ritmo acelerado da vida moderna nos deixa frequentemente estressados, tornando ainda mais preocupante o impacto significativo disso em nosso peso corporal. Isso porque o estresse crônico desencadeia uma série de reações em nosso corpo, uma das quais envolve a liberação do hormônio cortisol, muitas vezes chamado de "hormônio do estresse".

Ele está ligado ao aumento do apetite, especialmente por alimentos ricos em açúcar e gordura. Além disso, ele promove o armazenamento de gordura abdominal, o que pode ser especialmente problemático para a saúde.

Para muitas mulheres, que já têm uma tendência natural a enfrentar mais desafios quando se trata de perder peso, isso pode ser um fator significativo que contribui para a dificuldade em emagrecer. Esse fato ocorre porque o estresse pode levar a escolhas alimentares menos saudáveis, como recorrer a alimentos reconfortantes e altamente calóricos em momentos de tensão.

O estresse crônico pode perturbar o equilíbrio hormonal, afetando hormônios que desempenham um papel na regulação do apetite e do metabolismo. Isso pode levar a um ciclo preocupante: a irritação leva ao aumento de peso, o que, por sua vez, pode causar ainda mais exaustão devido à frustração com a dificuldade de perder peso.

TEM JEITO

A boa notícia é que existem estratégias eficazes para lidar com isso e, assim, apoiar seus objetivos de perda de peso. A prática regular de exercícios é um poderoso redutor de tensão e pode ajudar a equilibrar os níveis de cortisol. Além disso, a atividade física é fundamental para queimar calorias e promover a perda de peso.

Outra estratégia importante é incorporar técnicas de gerenciamento de ansiedade, como meditação, ioga e respiração profunda, em sua rotina diária. Essas práticas podem acalmar o sistema nervoso e reduzir os níveis de cortisol.

É fundamental também prestar atenção à qualidade do sono, pois a falta de sono adequado pode aumentar os níveis de fadiga e prejudicar os esforços de perda de peso.

Portanto, se você está se sentindo constantemente estressado e lutando para perder peso, lembre-se de que diminuir o estresse pode ser a chave para o sucesso. Consultar um profissional de saúde ou nutricionista também pode ser uma parte importante desse processo, fornecendo orientações personalizadas para suas necessidades específicas.

*DRA. THAIS MUSSI (CRM 118942-SP e 27542-PR- RQE 373) é endocrinologista e metabologista pela SBEM, além de especialista em Nutrologia pela ABRAN Medicina do estilo vida – CBMEV. Instagram: @drathaismussi ; Podcast: Não leve a mal, é hormonal

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!