AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / LEMBRA DELE?

Por onde anda Henri Pagnoncelli, o vilão de 'Mulheres de Areia'? Ator deixou o Brasil há seis anos

Henri Pagnoncelli viveu outros papéis de destaque desde César, de 'Mulheres de Areia'

O veterano está com 70 anos - bem diferente da jovialidade da época em que ficou conhecido. - Reprodução
O veterano está com 70 anos - bem diferente da jovialidade da época em que ficou conhecido. - Reprodução

Henri Pagnoncelli é o intérprete de César, vilão de 'Mulheres de Areia', história protagonizada pelas gêmeas Ruth Raquel. A novela, exibida originalmente em 1993, está no 'Vale a Pena Ver de Novo' e de volta à grade da TV Globo após 30 anos.

Enquanto Glória Pires, que deixou a emissora ao final de 'Terra e Paixão, segue nos centros dos holofotes, o companheiro de novela saiu do radar de boa parte da audiência. Em entrevista ao jornal O Globo, o ator explicou a mudança de vida.

POR ONDE ANDA?

Pagnoncelli está morando em Portugal há seis anos - ainda que, nos últimos meses, tenha se dividido entre o país europeu e o Brasil: "Neste momento, estou tirando férias em Lisboa. Está inverno por aqui, é uma época do ano muito agradável. Tenho me dividido, porque tenho trabalhos nos dois países".

Ele conta que, em 2023, rodou o país natal para a a peça 'Caim', do texto de José Saramago. O monólogo foi adaptado pela esposa do ator, Teresa Frota, com quem é casado há 37 anos: "Estamos planejando outros projetos juntos, mas nada que ainda possa ser dito". Eles são pais de João Pedro, de 37 anos.

Vale lembrar que, além do vilão de 'Mulheres de Areia', o ator interpretou outros papéis conhecidos na TV brasileira. Entre eles, Orlando de 'Laços de Família' (2000) e a despedida dele da teledramaturgia do país: Isaque, em 'Gênesis', da Record TV.

DUPLA JORNADA

Além da carreira artístisca, o veterano dedicou boa parte da vida a outra área: a medicina. Entretanto, Henri, que é especializado em estética e dermatologia, abandonou a profissão. O motivo para isso é a proibição de exercer a atividade em território português.

"Então, depois que me mudei para cá, trabalhava quando voltava ao Brasil. Com o tempo, fui parando, apenas dando aulas. Com a pandemia, larguei de vez. Mas é uma área de que eu gosto bastante e continuo estudando", contou, também ao veículo.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!