AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Carreira / DESCUBRA

Será que estou me sabotando na entrevista de emprego?

Descubra dicas essenciais para se destacar em uma entrevista de emprego. Aprenda a superar desafios, transmitir confiança e conquistar oportunidades

entrevista de emprego - Foto: Reprodução/Freepik
entrevista de emprego - Foto: Reprodução/Freepik

Apesar das perspectivas favoráveis em termos de oferta de emprego, é importante reconhecer que algumas pessoas podem enfrentar desafios significativos devido a comportamentos de autossabotagem inconsciente.

O fenômeno ocorre quando indivíduos criam obstáculos mentais que comprometem seu desempenho e suas chances de sucesso na busca por uma colocação profissional. AnaMaria conversou com a gerente de recrutamente e seleção Debora Herdeiro, que ressaltou como identificar e superar isso.

Mudar ou não de emprego? Como tomar a decisão correta

8 coisas para não fazer em uma entrevista de emprego

Como aprender novos idiomas? Anitta surpreende ao falar italiano em entrevista internacional

Habilidades e estratégias para superar a autossabotagem

Durante o processo seletivo, é fundamental que as candidatas estejam cientes de alguns sinais de autossabotagem que podem ser percebidos pelos recrutadores. Estar atenta a esses pontos pode fazer toda a diferença no avanço para as próximas etapas do processo seletivo.

Um dos comportamentos que podem prejudicar a imagem da candidata é o foco excessivo em aspectos negativos ou naquilo que falta em sua trajetória profissional. Em vez de destacar conquistas, habilidades e experiências relevantes, alguns candidatos tendem a enfatizar problemas.

Debora enfatiza a importância de uma autoanálise prévia à entrevista, permitindo ao candidato destacar seus pontos fortes de forma clara e assertiva. “Faça uma autoanálise e se prepare antes da entrevista. Saber falar sobre suas qualidades e conquistas é um bom começo”, diz.

Preste atenção à forma como você fala consigo mesma. Substitua pensamentos negativos por pensamentos positivos e encorajadores. Pense nas suas metas e visualize-se alcançando-as com sucesso. Isso pode aumentar sua confiança e motivação.

Encare os desafios como oportunidades de aprendizado e crescimento. Veja as falhas como parte do processo e não como um fim em si mesmas. Cuide do seu corpo e mente. Exercícios regulares, alimentação saudável e momentos de relaxamento podem melhorar seu bem-estar geral.

Defina metas alcançáveis e divida-as em passos menores. Celebrar cada progresso ajuda a manter o otimismo. Desenvolva técnicas de gerenciamento do estresse, como meditação, respiração profunda ou atividades relaxantes que funcionem para você.

Outro ponto relevante é a busca constante por aprovação, tanto no âmbito pessoal quanto profissional. Durante a entrevista, é fundamental equilibrar a exposição de reconhecimentos e conquistas com uma demonstração de confiança e autoconhecimento.

Candidatas que demonstram insegurança excessiva ou dependência de aprovação externa podem transmitir uma imagem menos sólida aos recrutadores. “É importante saber seu valor, mas ele deve ser apresentado na medida certa”, acrescenta Debora.

O medo de falhar também é uma questão que merece atenção. Candidatas que demonstram um temor exacerbado em relação ao fracasso podem transmitir a ideia de falta de preparo para lidar com desafios e imprevistos do dia a dia profissional.

Segundo Debora, é essencial que as candidatas mostrem confiança em suas habilidades e capacidade de enfrentar e superar obstáculos. Por fim, é importante destacar a importância da humildade e da abertura para aprender e se desenvolver continuamente.

Candidatas que demonstram uma postura arrogante, mostrando-se como detentoras de todo conhecimento e resistindo a novas ideias ou métodos de trabalho, podem sinalizar uma falta de adaptabilidade e disposição para o crescimento profissional.

A busca por atualização e a capacidade de aprender com novas experiências são características valorizadas pelos recrutadores. Em resumo, superar comportamentos de autossabotagem requer autoconhecimento, preparo e uma postura proativa durante o processo seletivo.

Ao destacar suas qualidades, experiências relevantes e demonstrar confiança e abertura para aprender, você pode aumentar as chances de sucesso e conquistar oportunidades no mercado de trabalho em constante evolução.

Leia também

Síndrome da impostora: o que é e como fugir dela

Procrastinação: entenda e saiba como driblar a autossabotagem

Como parar de procrastinar e focar nos estudos?