AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Doenças metabólicas: veja formas de prevenção, diagnóstico e tratamento adequado

A síndrome metabólica é uma combinação de fatores de risco que aumentam o risco de doenças

*Dra. Thais Mussi, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 07/09/2023, às 08h15

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Diabetes tipo 2 é um caso de Síndrome Metabólica. - Unsplash
Diabetes tipo 2 é um caso de Síndrome Metabólica. - Unsplash

As doenças metabólicas, como diabetes tipo 2 e resistência à insulina, estão em ascensão em todo o mundo, representando um desafio significativo para a saúde pública. Tais condições têm se tornado cada vez mais comuns, exigindo maior conscientização sobre a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento adequado.

O diabetes tipo 2 é uma das doenças metabólicas mais prevalentes, sendo caracterizado por níveis elevados de açúcar no sangue. Esse tipo acontece quando o corpo não consegue usar a insulina de maneira eficaz. Fatores de risco como obesidade, falta de atividade física, dieta pouco saudável e histórico familiar aumentam a probabilidade de desenvolver a doença.

A síndrome metabólica é uma combinação de fatores de risco que aumentam o risco de doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2. Esses fatores incluem obesidade abdominal, pressão arterial elevada, níveis elevados de açúcar no sangue, triglicerídeos altos e baixos níveis de colesterol HDL.

O QUE FAZER?

A prevenção e o tratamento da síndrome metabólica envolvem mudanças no estilo de vida, como perda de peso, adoção de uma dieta saudável e prática regular de exercícios físicos. O diagnóstico precoce é fundamental para identificar e tratar os fatores de risco antes que complicações sérias se desenvolvam.

No combate às doenças metabólicas, a educação e a conscientização desempenham um papel crucial. É importante promover a adoção de hábitos saudáveis desde a infância, incentivando uma dieta equilibrada e a prática regular de atividades físicas. Além disso, é essencial realizar exames médicos periódicos para monitorar os níveis de açúcar no sangue, a pressão arterial e o perfil lipídico.

Dessa forma, é perceptível que as doenças metabólicas estão em ascensão e representam um desafio real para a saúde pública. Por isso, buscar orientação médica regularmente e conscientizar-se sobre os fatores de risco são medidas importantes para combater o avanço dessas doenças e promover uma vida saudável e equilibrada.

*DRA. THAIS MUSSI (CRM 118942-SP e 27542-PR- RQE 373) é endocrinologista e metabologista pela SBEM, além de especialista em Nutrologia pela ABRAN Medicina do estilo vida – CBMEV. Instagram: @drathaismussi ; Podcast: Não leve a mal, é hormonal.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!