AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Bem-estar e Saúde / ESPECIALISTA RESPONDE

Caso Larissa Manoela: como identificar abuso psicológico na familia?

Profissional explica o que é a prática abusiva que fez pais de Larissa Manoela viralizarem

Larissa Manoela deu entrevista ao 'Fantástico' após romper relações com os pais. - Instagram/@larissamanoela
Larissa Manoela deu entrevista ao 'Fantástico' após romper relações com os pais. - Instagram/@larissamanoela

O país parou, no último domingo (12), com o depoimento de Larissa Manoela no 'Fantástico'. Na entrevista, ela falou sobre o abuso financeiro e mental que diz ter sofrido dos pais por toda a carreira - desde então não se fala de outro assunto. Mas, afinal, como identificar abuso psicológico na família?

Para solucionar as dúvidas dos internautas, AnaMaria Digital procurou a psicóloga Amanda Rodrigues, que atua na rede AmorSaúde em Salvador (BA). Ao contrário da polêmica da “compra do milho”, que escancarou o abuso financeiro da jovem atriz, a profissional afirma que a violência psicológica atua de forma discreta.

“Os abusos psicológicos ocorrem, em sua grande maioria, no ambiente familiar. Este fator dificulta a intervenção porque, muitas vezes, a família não enxerga aquele comportamento ou condução como abusiva, como muitos pais pontuaram quando o caso da Larissa Manoela veio à tona", explicou.

Cobrar excessivamente, ignorar as necessidades da criança, humilhar, insultar e ameaçar, além de fazer comparações da pessoa com exemplos idealizados são algumas das formas de abuso citadas pela psicóloga.

POR QUE O ABUSO PSICOLÓGICO ACONTECE?

Auana Prado, psicóloga da mesma rede em Goiânia, destaca que casos de abuso na esfera familiar acontecem por um desejo de poder de um indivíduo sobre o outro.

Ela detalha: “O abusador tem o intuito de fazer com que a vítima sinta-se culpada, e devedora. Assim, a pessoa abusada mantém-se com o sentimento de coexistência com o abusador e, para se livrar desse abuso, ela necessita de mecanismos psicológicos que a façam sentir-se única, individual e saudavelmente capaz de tomar suas próprias decisões”.

COMO IDENTIFICAR CRIANÇAS E JOVENS EM SOFRIMENTO

Apesar de serem difíceis de identificar, casos como de Larissa são muito comuns e apresentam sinais que devem ser alarmantes para aqueles que convivem com jovens e crianças. Segundo a profissional de Psicologia Bianca Basso, são eles:

Rejeição

Quando os entes da família se recusam a legitimar a importância da criança ou do jovem e demonstram que suas opiniões e seus desejos não importam.

Isolamento

Neste caso, é possível perceber que a pessoa abusada é distanciada de seus contatos sociais e não participa de experiências de socialização.

Ameaças

Esses comportamentos ocorrem quando a vítima é atacada verbalmente e, com isso, fica exposta a um clima instável de medo, que pode causar um terror psicológico.

Ignoração

Muitas vezes, em casos de abuso psicológico, a vítima é privada de contato e estimulação, o que causa uma repressão de seu desenvolvimento emocional e intelectual. 

Chantagem 

Este comportamento ocorre quando o ente familiar associa o bom comportamento da criança a recompensas ou estimula a criança a manter segredo sobre determinadas coisas em troca de algo.

Em casos de contato com crianças e adolescentes que estejam sofrendo abuso psicológico no âmbito familiar, ou qualquer outro tipo de violência, disque 100 para denunciar.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!