AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
BBB / Eita!

Ostentando riqueza no BBB 24, Rodriguinho deve mais de R$ 50 mil em IPVA e multas

Rodriguinho é alvo de processo pelo Governo do Estado de SP desde 2018

Redação Publicado em 18/01/2024, às 14h31

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ex-Travessos chegou a dizer que não precisava do prêmio de cerca de R$ 3 milhões - Globoplay
Ex-Travessos chegou a dizer que não precisava do prêmio de cerca de R$ 3 milhões - Globoplay

Rodriguinho causou polêmicas ao dizer que não precisa do prêmio de R$ 3 milhões do BBB 24 graças à agenda lotada de shows. No entanto, talvez a situação financeira do ex-Travessos não esteja tão abundante quanto ele diz. O motivo é que o UOL descobriu que o pagodeiro deve mais de R$ 50 mil em IPVA e multas de trânsito.

Uma reportagem publicada nesta quinta-feira (18) aponta que Rodriguinho é alvo de um processo movido pelo Governo do Estado de São Paulo. Aberta em 2018, a ação exige que ele pague R$ 50.462,52 em impostos.

Além disso, o integrante do Camarote acumula quatro multas por excesso de velocidade que não foram pagas. Elas totalizam R$ 527. Há também o valor do IPVA e licenciamento desde ano – equivalente a R$ 3.530.

As informações indicam que Rodriguinho é dono de uma Land Rover Discovery, de 2011. O veículo é avaliado em R$ 82 mil pela Tabela Fipe. Sua assessoria não se pronunciou ao ser procurada pelo UOL.

NOTA DE REPÚDIO

A equipe do participante Rodriguinho, envolvido em polêmicas no BBB 24, emitiu uma nota de repúdio diante dos ataques e ameaças que o músico, seus familiares e equipe têm enfrentado nas redes sociais. A nota destaca que medidas jurídicas estão sendo tomadas para combater esses comportamentos, destacando a intolerância e violência presentes nos ataques.

O comunicado reforça que, apesar das críticas em relação às atitudes de Rodriguinho, nada justifica ataques, ameaças ou disseminação de notícias falsas. A equipe salienta que o participante já foi repudiado pelos administradores e familiares por suas falas, mas enfatiza que essas reações não legitimam agressões verbais e ameaças, seja contra Rodriguinho ou seus entes queridos.

Além disso, a nota destaca que o jogo se trata de uma competição, e todos devem estar cientes de que a linha entre o jogo e a vida real deve ser respeitada. A equipe encerra a nota relembrando o trágico caso da estudante J.V., enfatizando a importância de evitar situações que possam culminar em violência e tragédias.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!